Arquidiocese de Vitória | Espírito Santo

CANTAR EM COMUNIDADE

O canto é atividade essencialmente comunitária. A expressão musical só se realiza plenamente no contexto de uma comunidade. A comunidade faz o cantar, e o cantar faz a comunidade. A Igreja expressa, maravilhosamente bem, a sua realidade de comunhão e participação através do canto comunitário. Não há reunião, festa, congresso algum, de qualquer natureza, esportiva, cultural, religiosa, civil e militar, que não ponha no canto, nos hinos, a sua esperança de coesão interna e de afervoramento em relação aos objetivos e propósitos que quer alcançar. A participação comunitária não se dá só diretamente cantando, mas ouvindo e apreciando: deixando-se envolver pela beleza da música.

No caso da Igreja, o canto não possui só uma função catártica (de alívio, purificação…), catalisadora (de estímulo, de dinamismo, de incentivo…) e motivadora, mas é sacramento, é simbolismo, isto é: o canto é um dos elementos que compõem a visibilidade, a corporeidade do simbolismo sacramental. Através deste sinal sensível, a Palavra cantada é veículo do encontro de Deus conosco e dos fiéis em Cristo entre si.

Leia o documento na íntegra:

cnbb_canto-liturgico

FONTE: http://cnbb.org.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=340-a-musica-liturgica-no-brasil-estudo-cnbb-79&category_slug=musica-liturgica&Itemid=252

 

Sites com conteúdo de música para liturgia:

http://musicasparamissa.com.br/

http://www.site.meritocat.com.br/

http://http://musica.cancaonova.com/