Arquidiocese de Vitória | Espírito Santo

História     Padroeiro     Fotos     Localização     Agenda

 

COMUNIDADE DE SÃO VIRGILIO

DISTRITO DO CEDRO – ALFREDO CHAVES/ES

 

Sobre a Comunidade: Foi em 1880 quando os primeiro imigrantes vieram da Itália. O lugar era mata, com grande quantidade de madeira de cedro, por isso o nome do lugar.

 

As primeiras famílias que vieram foram: Pedro Bufalo, Angelo Bassani, Augustinho Costa Longa, Francisco Peterle e outros. Foram estes imigrantes que trouxeram consigo o quadro de São Virgilio, grande era a devoção destas famílias a este santo.

Em 1894 foi construída a primeira Capela de Madeira. A partir desta data, sempre foi celebrada a festa de São Virgilio no dia 26 de junho. Na comunidade eram também celebradas outras festas como: Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora de Fátima e São Bento. Celebravam culto aos domingos e também a reza do terço.

 

O primeiro padre que autorizou a construção de uma igreja feita de tijolos foi o pe. Angelo, no ano de 1945. A obra foi iniciada e quem a inaugurou foi o pe. Luis Gonzaga.

Naquela época a igreja ficou fechada de 1952 até 1964.

 

Em 1976 chegou o pe. Humberto. Em 1984 foi construída uma cantina, e a Igreja passou pela 1ª reforma.

 

Neste mesmo ano, o senhor Laurindo Peterle procurou o padre Dionisio, afim do lugar se tornar uma comunidade.

 

Em 1985 a capela passou a ser comunidade a partir desta data todos os domingos havia celebrações, missas e festas do padroeiro.

 

No ano de 2000, Dom Silvestre esteve na comunidade a procura do quadro, segundo ele, existem dois quadros: um em Trento, na Itália e outro aqui. Ele levou o quadro para ser restaurado e meses mais tarde, ele pessoalmente o trouxe de volta dizendo ser uma relíquia.

 

Foi graças a ajuda de Dom Silvestre que a comunidade pode conhecer a Vida deste Santo.

 

Segundo relatos, ele pertenceu a igreja que se expandiu no Império Romano, ele foi o primeiro Bispo da diocese mais antiga do Norte da Itália, chamada Trento.

Sempre pregando em lugares distantes, nas regiões que não conheciam Jesus e adoravam falsos deuses.

 

Muitos se converteram, outros não, São Virgilio foi apedrejado e morto.. Ele dizia: “Podeis arrancar-me a pele e as entranhas mas não podeis arrancar-me a fé e a graça de minha alma”.

 

Famílias que participam da comunidade atualmente: 18.

Dizimistas: 20

Conselheiros atuais:

Zeni Maria Uliana Modolo

Josemar Canal

José Laercio Peterle

Lurdes Peterle Bonandi

Isabel Deolindo Canal

 

Pastorais, e equipes de serviço:

Dizimo, Liturgia, cantos, catequese, crisma, batismo.

 

As famílias cultivam café, inhame, pimentão e outros.

 

A comunidade é pequena e acolhedora mas cheia de amor a Deus.

FONTE: Comunidade São Virgílio.

Pages: 1 2 3 4 5