Arquidiocese de Vitória | Espírito Santo

História     Padroeiro     Fotos     Localização     Agenda

COMUNIDADE SANTA MARIA MADALENA

DUAS PONTES – ALFREDO CHAVES/ES

A comunidade de Santa Maria Madalena surgiu através dos imigrantes Italianos, que foram chegando aos poucos e a partir daí começaram a residir na comunidade e resolveram então construir a igreja.

A comunidade foi fundada em 1879 e recebeu o nome de Santa Maria Madalena devido à grande fé que os imigrantes tinham à imagem de Santa Maria Madalena.

Em 1889 construíram a igreja, sendo que a mesma foi toda construída com pedras, areia e barro. As paredes da igreja têm aproximadamente 10 cm de largura e tem o formato de uma cruz sendo que a cobe3rtura foi feita de zinco e por cima do zinco no meio da igreja havia presença de uma pequena capelinha feita de madeira, também tapada de zinco.

Dentro da igreja há uma cantoria de madeira com escada em forma de caracol. Essa cantoria era usada para os cânticos da missa que eram cantados e rezados em latim. Essa cantoria de madeira prevalece até os dias atuais em bom estado de conservação.

No ano de 1977 fizeram uma restauração na igreja devida às condições precárias que a mesma se encontrava e sua inauguração aconteceu no dia 13 de agosto de 1978.

Os costumes da época eram: festejar em honra a Santa Padroeira, tocar o sino à noite toda na véspera de finados. Outros costumes que prevaleciam na comunidade eram: jogo de baralho, jogo de amora, sendo que os mesmos aconteciam na festa da padroeira.

As pessoas mais idosas tinham o costume de tentar acertar à moeda no ovo de galinha tingido por coloral, por roxinho do mato, e quem conseguisse acertar a moeda que ficasse agarrada no ovo, ganhava dinheiro como premiação.

A comunidade também tinha uma canônica que foi utilizada como escola durante um bom tempo, por que não havia escola na comunidade. Em 1970 a canônica da comunidade foi desmanchada, pois se encontrava em situação ruim, e devido um número elevado de alunos que era de aproximadamente 50, resolveram construir uma escola, pois a canônica não suportava mais o número de alunos. Então a tão sonhada escola foi construída no ano de 1969 em Duas pontes. Essa escola funcionou por 20 anos e as professoras lecionavam de 1º ao 4º ano do primário e vinham de outras cidades e se alojavam na casa da família Stefanon para poder trabalhar. Com o passar dos anos o número de alunos foi diminuindo e a escola acabou sendo fechada.

No ano de 1990 foi construída uma nova escola em Santa Maria Madalena, pois na comunidade já havia um número suficiente para reabrir a escola. A professora que lecionava era Maria José da Silva Passos Meneguel que se deslocava todos os dia a pé de sua residência que fica em Santo Antônio de Cachoeirinha para trabalhar em Santa Maria Madalena, e essa escola foi construída pelo pedreiro Mauro Bianchi.

No ano de 2005 essa escola foi fechada por motivo de redução do número de alunos, e os dois alunos que a comunidade tinha não ficaram sem estudar, devido ao transporte escolar levar para a escola mais próxima que fica no Distrito de Matilde.

Na comunidade atualmente existem poucos moradores, por que uma grande maioria desses moradores já se encontram falecidos e muitos foram enterrados no próprio cemitério da comunidade. E uma outra parcela de moradores deixaram o campo e foram residir no Estado de Minas Gerais e na cidade de campo Grande no Espírito Santo.

Os moradores mais antigos da comunidade foram: Tom, Ferrom, Ardizão, Provedéu, Bergamin, Peterle, Tomazine, Pícole. Esses moradores chegaram à comunidade através das imigrações.

A comunidade atualmente é composta por treze famílias e 28 dizimistas.

Os conselheiros são: Angela Stefanão e Diana Bravim Luz de Souza (dízimo); Calmerindo Luz de Souza, Domingos Thomazini e Vagner André Tose Salvador (Coordenação); José do Prado Quinelato (Tesoureiro).

Em relação as pastorais, movimentos e equipes de serviço à comunidade não tem equipes, mas tem participação dos moradores da comunidade nos serviços realizados.

A comunidade é cortada por dois rios, sendo que um é o rio Benevente que tem a nascente na Serra do tamanco, no distrito de São bento de Urânia na divisa do Município de Alfredo Chaves com Vargem Alta. Já o outro rio é conhecido como: rio de Santo Antônio e sua nascente está localizada no alto da comunidade de Santa Luzia do Ipê.

A comunidade também é cortada pelo córrego da ferradura, sendo que o mesmo recebeu este nome devido à estrada de ferro ter o formato de uma ferradura.

Em termos de distrito o córrego da ferradura separa o distrito de Matilde do distrito de Ibitiruí. Só que apenas três famílias na comunidade pertencem ao distrito de Ibitiruí, por que o restante das famílias pertencem ao distrito de Matilde. O rio de santo Antônio e o córrego da ferradura lançam suas águas no rio Benevente num local conhecido pelos moradores como a “curva do rio Benevente em Duas pontes”.

A economia dos agricultores da comunidade está voltada para a banana, café e pecuária.

Os pontos turísticos da comunidade são: vale de Santa Maria Madalena, a igreja e uma pequena cachoeira.

4

Inauguração aconteceu no dia 13 de agosto de 1978.

FONTE: Comunidade Santa Maria Madalena.

 

Pages: 1 2 3 4 5