Arquidiocese de Vitória | Espírito Santo

História     Padroeiro     Fotos     Localização     Agenda

COMUNIDADE SANTA AUGUSTA

DISTRITO DE CAROLINA – ALFREDO CHAVES/ES

A comunidade de Carolina – Santa Augusta – foi totalmente fundada por imigrantes italianos por meados século XIX, por volta dos anos de 1880. As famílias que formaram a comunidade foram as famílias Garbelotto, Grillo, Neli, Fardin, Búfalo, Gava e Dassie, Pinon (Pin). Eles construíram o cemitério. Na época eram os padres Ângelo, padre Luiz Gonzaga, padre Umberto Pitralongand e padre João.

5

Segundo os moradores mais antigos a locomoção era a principal dificuldade que eles tinham, pois não haviam estradas abertas para carros, devido isso, para que os padres pudessem celebrar na festa era preciso que eles vinham de animais. Os padres usavam batina preta. E como percorriam longas distâncias para celebrar havia na comunidade casas canônicas onde os padres passavam as noites.

6O catecismo não era dado frequentemente, pois eram os próprios padres que davam e como já dito, tinham dificuldade de vir e consequentemente dificuldade para preparar os jovens com o catecismo.

Nas festas geralmente erram doados porcos, galinhas, café, gado, produtos e mantimentos produzidos na própria comunidade, para que através dos leilões serem revestidos em dinheiro.

As missas e os batizados eram geralmente pagos pela igreja, através das pessoas que precisassem dos serviços dos padres.

Não se têm um número preciso de famílias que atualmente frequenta a comunidade, pois ouve um aumento significativo de famílias nos últimos anos, vindo de outras cidades ou até mesmo de outros estados afim de trabalhar como meeiro. Segundo os responsáveis do dizimo a comunidade apresenta por volta de 70 dizimista.

O conselho atual é dirigido por cinco pessoas Felipe, Luciana, Marcio, Marlene e Wellinton.

Na comunidade há pequenos equipes de serviço internos como de batismo responsabilizado por Aninha e Nércia, do dizimo responsabilizado pela Marlene, Adriana e Penha Maria de limpeza na qual cada mês um determinado grupo de famílias e responsável pela limpeza e ornamentação da igreja, uma equipe de cantos e uma de liturgia na qual cada semana um pequeno grupo é responsável por fazer a celebração.

A comunidade é caracterizada pela presença e participação da família, é também conhecida pelo turismo, contudo as maiorias das famílias trabalham na agricultura familiar cultivando alimentos tais como pimentão, tomate, jiló, berinjela, milho, feijão, entre muitos outros produtos destinados ao mercado externo correlação a comunidade.

A comunidade é bem unida e bem acolhedora com todos.

 3 4

FONTE: Comunidade de Santa Augusta.

Pages: 1 2 3 4 5